Publicidade

Estado de Minas CRIME

Acusado de matar adolescente: 'Daqui a pouco vou estar de volta'

Antes de se entregar, Victor Oliveira mandou áudio para amigo dizendo que logo estaria de volta; ele teria matado jovem de 14 anos a facadas no DF


13/05/2021 09:44 - atualizado 13/05/2021 09:58

(foto: Reprodução/Redes sociais)
(foto: Reprodução/Redes sociais)
O acusado de assassinar o adolescente de 14 anos em Samambaia Sul se apresentou à Polícia Civil e foi preso na manhã desta quinta-feira (13/5). Kennedy Juan de Farias foi morto com uma facada no tórax durante uma festa no Distrito Federal, no domingo (9/5).

Momentos antes de se entregar, o acusado, identificado como Victor Oliveira, gravou um áudio e enviou a um conhecido. Na gravação, à qual a reportagem teve acesso, ele diz: "Vou botar o advogado para entrar na minha causa, que vou tentar botar como legítima defesa. Vou puxar a cadeia desse 'bagulho' aí. Vou ter que pagar. Eu sei que vou ter que pagar. Já já estou aí de volta. Tá de boa", falou.

Em uma outra mensagem enviada à namorada, Victor afirma que vai se entregar. "Vou me entrar 00. Ora por mim daqui de fora. Amo você, princesa." Investigadores da 32ª Delegacia de Polícia (Samambaia Sul) já haviam identificado o suspeito e solicitaram à Justiça o mandado de prisão preventiva contra ele. Victor deve responder pelo crime de homicídio.

Justiça

Em entrevista ao Correio Braziliense na época, a mãe de Kennedy, a cozinheira Aleane de Farias, 41, disse que a família está abalada com o caso. Na noite do crime, a vítima saiu com alguns colegas para a festa, que foi organizada clandestinamente por meio de um grupo de WhatsApp. O dono do evento começou a discutir com o adolescente e ordenou que ele deixasse a residência. “Dizem que ele (suspeito) tinha inveja do meu filho. Há relatos de que meu filho também tinha ficado com a ex-namorada dele, mas ninguém sabe ao certo o que aconteceu”, relatou Aleane.

Kennedy teria se recusado a sair da casa. Segundo informações, o suspeito entrou no imóvel, pegou uma faca e desferiu golpes contra o tórax da vítima, que não resistiu aos ferimentos e morreu na hora.

O adolescente, morador de Samambaia, estudava no Centro de Ensino Fundamental 4 de Taguatinga (CEF 04) e juntava dinheiro para comprar um tênis. “Um menino cheio de sonhos, que estava almejando um tênis novo. Até me falou que no dia do aniversário eu não podia ajudar dando um dinheiro de presente, para ele conseguir comprar o calçado. Esse covarde tirou a vida do meu filho. Não sei o que vou fazer sem o meu amor”, lamentou a mãe.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade