Publicidade

Estado de Minas RELATÓRIO

Mortalidade de pacientes com COVID com menos de 45 anos triplicou em 2021

Aumento foi de 193% entre internados com esta idade, segundo relatório da Associação de Medicina Intensiva Brasileira


07/04/2021 12:01

(foto: Miguel Schincariol/AFP)
(foto: Miguel Schincariol/AFP)
Um relatório da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib) aponta que a mortalidade entre pessoas infectadas pela COVID-19 que têm menos de 45 anos foi de 13,1% para 38,5%, o que representa um crescimento de 193%, nos primeiros meses de 2021. O número pode ser um reflexo do aumento de casos entre jovens com mais de 30 anos. Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) essa faixa etária teve um aumento de mais de 500% nos casos de infecções.

Entre os mais jovens, a situação também é alarmante. No fim de 2020, 43,2% dos pacientes que tinham entre 18 e 44 anos e dependiam de ventilação mecânica morreram. Já no início de 2021, o número subiu para 51,1%. Entre todas as faixas etárias, a mortalidade de pacientes intubados é de 53%. 

No caso do Distrito Federal, a ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por jovens de até 24 anos cresceu 2,800% entre janeiro e março, segundo a Secretaria de Saúde. Este foi o maior crescimento entre todas as faixas etárias.

Mas também tem uma notícia boa. A internação entre idosos com mais de 80 anos caiu 27,6% no Brasil. No DF, esta faixa etária teve queda de 14% nas internações em UTIs, o que pode ser um reflexo da campanha de vacinação.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade