Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

COVID-19: Mortes diminuem 6% em todo mundo, menos no Brasil

Boletim epidemiológico da OMS mostra que em sete dias, o Brasil aumentou 11% no número de mortes


02/03/2021 19:05 - atualizado 02/03/2021 19:51

Mortes avançam 11% em uma semana, no Brasil(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Mortes avançam 11% em uma semana, no Brasil (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Publicado nesta terça-feira (02/03), o boletim epidemiológico da OMS – que analisa o comportamento da COVID-19 no mundo todo – indicou que, apesar de um aumento na contaminação, as mortes diminuíram no planeta. A exceção é o Brasil, que tem mais de 12% do total de óbitos pela doença. 
 
Os dados analisados são do período entre 21 e 28 de fevereiro. Segundo o site UOL, o boletim aponta ainda 2,6 milhões de novas contaminações e 63 mil mortes no período. O número de infectados é 7% maior que na semana anterior, mas há queda de 6% nas mortes. Apesar da diminuição, o Brasil somou 8.070 mortes, 11% a mais que os sete dias anteriores.
 
O país enfrenta uma das piores fases da pandemia, tendo 373 mil diagnósticos positivos em sete dias. Esse número só não é maior que dos EUA, que chegou a 472 mil novas infecções no mesmo período.
 
Segundo a OMS, o quadro voltou a aumentar nas últimas semanas devido ao relaxamento da população e o fim de algumas medidas de distanciamento. Desde o início da pandemia, o mundo todo já soma 113 milhões de contaminados e 2,5 milhões de morte pela COVID-19. 
 
*Estagiária sob supervisão do subeditor João Renato Faria


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade