Publicidade

Estado de Minas CHUVA FORTE

Chuva forte causa deslizamento de terra e alagamentos em Santa Catarina

Duas pessoas morreram soterradas em Florianópolis; há risco de alagamento e deslizamento de terra em todas as cidades


24/01/2021 16:31 - atualizado 24/01/2021 16:58

Maquinário retira barreira na SC-401 para água escoar(foto: Reprodução/ Redes socias)
Maquinário retira barreira na SC-401 para água escoar (foto: Reprodução/ Redes socias)
O estado de Santa Catarina enfrenta fortes chuvas desde a semana passada e, neste domingo (24/01), há registros de alagamentos, desabamentos de terra e duas mortes na cidade de Florianópolis
 
De acordo com a Defesa Civil de Santa Catarina, a nebulosidade predomina no estado com curtas aberturas de sol. Durante este domingo, há risco alto de alagamentos e deslizamentos, devido aos acumulados de chuva dos últimos dias. 
 
A previsão para este domingo (24/01) é de sol entre nuvens e aumento da temperatura. O calor e umidade juntos, poderão causar temporais isolados. Segunda-feira (25/01) terá pancadas de chuva em todo estado, mas com baixo risco de deslizamentos e alagamentos. A sensação será de tempo abafado na capital Florianópolis.
 
Com as chuvas intensas durante a semana, o solo ficou encharcado e aumentou os riscos de deslizamentos. Na manhã deste domingo, mãe e filha morreram após um deslizamentos de terra atingir a casa que elas estavam, no bairro Saco Grande, em Florianópolis. 
 
Segundo informações iniciais, um muro desabou e chegando no local, bombeiros encontraram os dois corpos nos escombros. A identidade das vítimas não foi revelada.
 
O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, lamentou o caso e pediu que a população abandone os locais de risco em qualquer sinal de desabamento. 
 

 
Segundo a empresa de meteorologia MetSul, o volume de chuva na cidade já está próximo dos 100mm apenas neste domingo. 
 

 
Diversas vias da cidade foram bloqueadas pelo alagamento, como a Avenida Hercílio Luz e Beira-mar Norte, que dão acesso à Assembleia Legislativa de Santa Catarina, tiveram trechos interditados pela água.
 
Através das redes sociais, o prefeito Gean Loureiro pediu cautela da população e disse que os esforços estão voltados para melhorar a situação, além disso, reforçou que há hotéis e abrigos disponíveis para famílias que estiverem sob ameaça de desabamento, deslizamento de terra ou forem atingidas de alguma forma pela chuva.
 
*Estagiária sob supervisão do subeditor Eduardo Oliveira 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade