Publicidade

Estado de Minas DISCUSSÃO

Câmera de segurança: vídeo mostra momentos antes de homem vandalizar sorveteria

Rodrigo Ferronato aparece nas imagens usando a máscara de proteção contra a COVID-19 abaixo do nariz e discutindo com a vendedora


16/09/2020 17:29 - atualizado 16/09/2020 17:48

Rodrigo Ferronato não aceita pedido da funcionária da sorveteria para ajustar a máscara no rosto(foto: Reprodução/Twitter)
Rodrigo Ferronato não aceita pedido da funcionária da sorveteria para ajustar a máscara no rosto (foto: Reprodução/Twitter)
Vídeo da câmera de segurança da sorveteria vandalizada por um homem que se recusou a usar a máscara apropriadamente mostra o que aconteceu antes de ele começar a xingar a funcionária e a chutar a parede do estabelecimento. A filmagem não mostra Rodrigo Ferronato sendo agredido com empurrões ou socos, como ele disse ter sido ao site A Cidade On Campinas, mas não estão completas.

Nas imagens, Rodrigo se aproxima do balcão com a máscara posicionada abaixo do nariz. A funcionária diz algo, apontando para o próprio nariz, e Ferronato faz um gesto de não com a cabeça. A lojista, então, coloca os picolés que ele pretendia levar em um saco, mas não os entrega, deixando-os de lado.

Ferronato, então, faz uma ligação no celular e, depois, passa a filmar a mulher, que se irrita. Ela, então, empurra para o lado a mão com a qual ele segura o aparelho, por duas vezes e aponta o dedo para ele, que aponta de volta. Os dois ficam apontando o dedo e aparentemente discutindo. Em determinado momento, ele tenta dar um tapa na mão dela, mas erra. A cena seguinte mostra o momento em que Ferronato começa a chutar a parede do estabelecimento, já vista no primeiro vídeo divulgado.

No primeiro vídeo, é possível ouvir a discussão, na qual Ferronato ameaça a mulher: "Faz alguma coisa comigo para você ver se eu não meto a mão na sua cara. Fala um 'a' para você ver o que você vai arrumar. Está achando que é comédia aqui? Você não sabe onde você está não", diz ele, que também a chamam de "lixo", "arrombada" e "palhaça".

Após a repercussão do vídeo, Ferronato também se manifestou pelas redes sociais. Disse que é um cidadão de bem e que estava recebendo ameaças de morte. Disse ainda que estava sendo injustiçado, pois as pessoas estavam apenas vendo um lado da história, na qual "ambas as partes estavam erradas".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade