Publicidade

Estado de Minas INUSITADO

Polícia Civil investiga grupo flagrado fazendo sexo no Lago Paranoá, em Brasília

O vídeo viralizou nas redes sociais por ter sido gravado em meio à pandemia do novo coronavírus


postado em 03/07/2020 18:09 / atualizado em 03/07/2020 21:56

Nas imagens é possível ver os casais tendo relações sexuais(foto: Youtube/Reprodução)
Nas imagens é possível ver os casais tendo relações sexuais (foto: Youtube/Reprodução)
A Polícia Civil do Distrito Federal informou nesta sexta-feira (03) que começou a investigar um grupo que foi flagrado fazendo sexo em uma lancha no Lago Paranoá, em Brasília. O vídeo viralizou nas redes sociais por ter sido gravado em meio à pandemia do novo coronavírus. Nas imagens é possível ver os casais tendo relações sexuais. 



Na última quinta-feira (02), a ocorrência foi registrada na 19ª Delegacia de Polícia de Ceilândia como "difamação". Alguns dos participantes do sexo grupal filmados afirmaram aos policiais que estão sendo “incomodados” após a viralização do vídeo. De acordo com eles, as imagens fazem parte de uma “montagem”.
 
Praticar sexo ao ar livre ou em local público é crime, de acordo com o artigo 233 do Código Penal Brasileiro. A pena é detenção de três meses a um ano ou multa. O grupo também praticou um segundo delito, pois não utilizava máscara de proteção no espaço público — multa de R$ 2 mil para pessoa física e R$ 4 mil para pessoa jurídica. 

De acordo com os policiais, o grupo foi orientado a procurar a delegacia durante a madrugada. Na ocorrência consta que o grupo afirmou que partes dos vídeos são reais, mas que outras são de uma segunda embarcação que "provavelmente nem se fazia presente no local".
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade