Publicidade

Estado de Minas DESTRUIÇÃO

Ciclone provoca estragos em cidades de Santa Catarina; veja imagens

As rajadas de vento passaram dos 100km/h em algumas áreas


postado em 30/06/2020 18:33 / atualizado em 30/06/2020 23:23

O temporal que atingiu Santa Catarina nesta terça-feira (30) deixou um rastro de destruição,  destelhou casas, derrubou árvores, postes, provocou acidentes e deixou parte da população sem energia e internet. As rajadas de vento passaram dos 100km/h em algumas áreas. De acordo com a Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), até as 17h eram 1,5 milhão de unidades sem energia elétrica no estado. O mau tempo foi provocado pela formação e deslocamento de um ciclone aliados a uma frente fria.
 
 
Imagens foram compartilhadas nas redes sociais. O cenário foi descrito por alguns usuários como parecido a uma “guerra”. 
 
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF-SC), ainda há muito vento e chuva, e árvores caídas em várias rodovias. Alguns dos locais onde a pista foi ou está interditada são a BR-470, em Blumenau, Ascurra, Lontras e Rio do Sul; a BR-116 em Mafra, Monte Castelo; BR-282, Joaçaba, Campos Novos, Vargem, Xanxerê, São José do Cerrito, Bom Retiro Rancho Queimado; e BR-101 em Itajaí, Biguaçu, Paulo Lopes e Tubarão; BR-153 em Concórdia; e BR-280 em Araquari.
 

Pontos

 
  • Em Florianópolis mais da metade da cidade ficou sem energia elétrica e o trânsito está comprometido em alguns trechos.
  • Na cidade de Chapecó, uma idosa morreu após ser atingida por uma árvore. A velocidade do vento chegou a 108 km/h por volta das 13h30.
  • Em Concórdia  foram registrados danos em 15 unidades escolares, dois Centros de Convivência, e o destelhamento do terminal rodoviário. Até as 15h, não havia registro de feridos no município.
  • São Domingos, Mondaí, Caibi e Palmitos também tiveram casos de destelhamentos.
  • Em São José do Cedro, os prejuízos foram no sistema de abastecimento de água na Linha 21 de Novembro, sendo que três das quatro caixas d´água do local foram danificadas. 
  • Em Ponte Serrada o temporal causou problemas com o fornecimento de energia elétrica.
  • Em Joaçaba, parte do monumento de Frei Bruno, no bairro Flor da Serra, ficou destruído com o vento. 

Entenda
 

O ciclone é composto por uma área de baixa pressão, começou a se formar no Norte da Argentina e está se deslocando em direção ao Leste. A área de baixa pressão está cruzando Santa Catarina e do Rio Grande do Sul e deve ganhar forma de ciclone sobre o oceano, no litoral gaúcho.

De acordo com a Celesc, equipes estão em campo nesse momento, atuando nas áreas atingidas. 

A orientação é para a população permanecer em local seguro e relatar as ocorrências para a Defesa Civil (199) e Corpo de Bombeiros (193). Já as emergências relativas à rede elétrica no 0800 048.0196.
 

Veja Imagens 

 


 

*Estagiária sob supervisão da editora-assistente Vera Schmitz

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade