Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS NO BRASIL

COVID-19: Brasil tem 641 mortes registradas em 24h e mais 17.459 casos confirmados

País ultrapassa oficialmente a trágica marca de 50 mil mortes pela doença na pandemia


postado em 21/06/2020 18:37 / atualizado em 21/06/2020 19:29

Brasil ultrapassou oficialmente a trágica marca de 50 mil mortes pela COVID-19(foto: Arte/EM/D.A. Press)
Brasil ultrapassou oficialmente a trágica marca de 50 mil mortes pela COVID-19 (foto: Arte/EM/D.A. Press)
O Brasil registrou mais 641 mortes e 17.459 casos confirmados do novo coronavírus (COVID-19) nas últimas 24 horas. Com os novos dados do boletim do Ministério da Saúde, neste domingo, o país ultrapassa oficialmente a marca de 50 mil óbitos pela doença. Nesse sábado, o balanço do grupo de veículos de imprensa já dava a trágica marca como atingida.

Os números do governo federal diferem das 632 mortes e 17.294 casos confirmados informados pelo boletim do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), divulgado pouco antes neste domingo. A diferença está nos dados registrados pelo estado do Paraná.

Com os novos números, o Brasil chegou a um total de 50.608 mortos pela COVID-19. São 1.085.038 pessoas infectadas no país, onde a taxa de incidência é de 516 pessoas a cada 100 mil habitantes e a taxa de mortalidade é de 24 pacientes a cada 100 mil habitantes. A taxa de letalidade da doença está em 4,7%.

São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará são os estados onde estão o maior número de pessoas contaminadas e também os que mais tiveram mortes pelo coronavírus no país.

São Paulo tem 12.588 mortes e 219.185 infectados até o momento. Já no Rio de Janeiro, 8.875 pessoas perderam a vida para a doença e são 96.133 contaminados. No Ceará somam 5.523 vítimas e 92.866 pacientes com o vírus.

Minas Gerais já contabilizou 661 mortes e 27.641 casos confirmados de infectados pela COVID-19.

Uma série de atos de profissionais de saúde em homenagem a pacientes e médicos que morreram de COVID-19 foi realizado neste domingo, 21, em várias capitais do país. As manifestações foram coordenados pela Associação Brasileira de Médicas e Médicos pela Democracia e pela Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares.

O Brasil é o segundo país mais afetado pela doença no mundo. Os Estado Unidos são o país com maior número de contaminados pela COVID-19. Os EUA tem mais de 2,2 milhões de casos e mais de 120 mil óbitos, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. Nessa sexta-feira, o presidente americano Donald Trump voltou a comentar sobre a situação brasileira no combate à pandemia. Durante comício, Trump disse que o Brasil não "está indo bem" no controle da doença, assim como a Suécia.

pandemia já provocou ao menos 465.300 mortes no mundo desde que a China reportou oficialmente o aparecimento da doença em dezembro. Desde o começo da epidemia foram contabilizadas com a doença 8.890.310 pessoas em 196 países e territórios. Delas, pelo menos 4.139.100 se recuperaram, segundo as autoridades.


O chefe da Organização Mundial da Saúde alertou que a propagação global do novo coronavírus está se acelerando depois que uma alta diária de 150 mil novos casos foi relatada na semana passada.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade