Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Brasil chega a 2.741 mortes por coronavírus; casos confirmados são 43.079

Em 24 horas, país registrou 166 óbitos por COVID-19; 2.498 novas infecções foram contabilizadas


postado em 21/04/2020 18:04 / atualizado em 21/04/2020 23:16

Brasil tem, ao todo, 43.079 casos da doença(foto: Josué Damascena/IOC/Fiocruz)
Brasil tem, ao todo, 43.079 casos da doença (foto: Josué Damascena/IOC/Fiocruz)
O Brasil soma 2.741 mortes ocasionadas pelo novo coronavírus. Os casos confirmados, por sua vez, chegaram a 43.079. Os números compõem a mais recente versão do boletim epidemiológico da doença, divulgada na tarde desta terça-feira pelo Ministério da Saúde. O país registrou, nas últimas 24 horas, 166 novos óbitos por conta da infecção. A taxa de letalidade está em 6,4%.



Nessa segunda-feira, a pasta apontava 2.575 mortes e 40.581 confirmações. Foram contabilizados, portanto, 2.498 casos em um dia.

Estado mais afetado pela COVID-19, São Paulo tem 15.385 infectados e 1.093 mortes, com 7,1% de letalidade. A segunda unidade federativa com mais confirmações é o Rio de Janeiro, onde há 5.306 doentes. Por lá, o índice de letalidade é de 8,7%461 dos cidadãos que contraíram o vírus morreram.




Sudeste tem mais da metade dos casos

Juntos, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais têm 53,7% dos brasileiros infectados. Os estados somam 23.133 casos


A segunda região do país com mais registros do coronavírus é o Nordeste, onde estão 25,2% dos casos do país — o que representa 10.868 doentes. A maior taxa de letalidade do país está na Paraíba, onde, 12,3% dos que testaram positivo para a doença morreram  Dos 263 infectados, houve 33 vítimas fatais. O índice está cerca de seis pontos percentuais acima da média brasileira. O Ceará é o estado nordestino com mais casos: 3.716. Houve 215 baixas, o que corresponde a 5,8% de letalidade. 

O Norte, por sua vez, tem 4.431 confirmações 10,3% de todos os casos confirmados no Brasil. O Amazonas concentra 2.270 registros, com 193 baixas e 8,5% de letalidade.

Há, no Sul do país, 2.991 infectados, que significam 6,9% do total nacional. Em Santa Catarina, dos 1.063 positivos, foram contabilizadas 35 mortes 3,3% de letalidade.

O Centro-Oeste continua sendo a parcela do país menos impactada pela COVID-19, com 1.656 doentes, o que equivale a 3,8% da soma dos casos. Quase metade das notificações vindas da região estão no Distrito Federal, onde há 881 infectados. A taxa de letalidade é de 2,7%, visto que foram registrados 24 óbitos.

 

‘Curva’ volta a subir

As 2.498 confirmações ocorridas entre a segunda e esta terça-feira fizeram a ‘curva’ de infecções por coronavírus no país voltar a subir. Desde o último dia 18, o número de novos casos vinha diminuindo diariamente.

De sexta para sábado, foram contabilizados 2.917 exames positivos. Depois, de sábado para domingo, houve queda para 2.055. A ‘queda’ da curva ficou maior de domingo para segunda, quando 1.927 casos passaram a constar na base de dados do Ministério da Saúde.

Minas Gerais

Na manhã desta terça, a secretaria de Estado de Saúde divulgou os números da doença em solo mineiro. São 44 óbitos confirmados e outros 73 em investigação. Os casos confirmados chegaram a 1.230.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade