Publicidade

Estado de Minas GERAL

Reformas em pontes e viadutos em SP já custam R$ 37,9 milhões


postado em 14/11/2019 07:58

A Prefeitura realizou inspeções visuais em 126 pontes e viadutos paulistano em um ano, de acordo com balanço das vistorias divulgado ontem. As inspeções foram realizadas após um viaduto na Marginal do Pinheiros ter cedido no ano passado, o que levou a administração do prefeito Bruno Covas (PSDB) a analisar o estado das estruturas em diferentes pontos.

A manutenção exigida em parte desses locais custou, até o momento, R$ 37,9 milhões. "No dia 15 de novembro do ano passado, a cidade de São Paulo tomou conta de um dos problemas que se arrastavam há muitos anos e não eram resolvidos: uma falta de cultura de manutenção das obras na cidade", disse o prefeito em um vídeo exibido ontem. Covas terminou a segunda sessão de quimioterapia que está fazendo para combater um câncer metastático no sistema digestivo.

A administração municipal informou que estão em andamento obras emergenciais na Ponte do Jaguaré, no Viaduto Miguel Mofarrej, no Viaduto Alcântara Machado e no pontilhão do Córrego Três Pontes, que serão concluídas, respectivamente, em dezembro, janeiro, março e abril. A emergência da Ponte Cidade Jardim encontra-se em fase de elaboração do projeto executivo, acrescentou a Prefeitura, e foram concluídas as intervenções emergenciais nas Pontes da Casa Verde, da Freguesia do Ó, Dutra, do Limão, Pontilhão Itaim, além do viaduto da Marginal de Pinheiros.

"A cultura de manutenção será implementada. Se nos anos anteriores tivéssemos seguido as normas, nós já teríamos esse hábito. A norma preconiza inspeções visuais anuais e inspeções especiais a cada cinco anos", explicou o secretário de Infraestrutura, Vitor Aly. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Publicidade