Publicidade

Estado de Minas GERAL

Deputada federal Flordelis participa de reconstituição de morte do marido no Rio

A reconstituição começou pouco depois de 21h30, se estendendo pela madrugada. Os trabalhos só terminaram por volta das 4h deste domingo


postado em 22/09/2019 11:14 / atualizado em 22/09/2019 11:28

Além de Flordelis, outras 12 pessoas participaram da reconstituição(foto: Fernando Frazão/Agência Brasil )
Além de Flordelis, outras 12 pessoas participaram da reconstituição (foto: Fernando Frazão/Agência Brasil )
A deputada federal Flordelis (PSD-RJ) participou na noite deste sábado da reconstituição do assassinato do seu marido, o pastor Anderson do Carmo, morto há três meses na casa da família, em Niterói, na região metropolitana do Rio.

Segundo a Polícia Civil, a reprodução simulada da morte do pastor teve como objetivo "dirimir dúvidas em relação à dinâmica do crime".

A reconstituição começou pouco depois de 21h30, se estendendo pela madrugada. Os trabalhos só terminaram por volta das 4h deste domingo.

Além de Flordelis, outras 12 pessoas participaram da reconstituição. A previsão para conclusão do laudo dos agentes é de 30 dias.

Na terça-feira passada, 17, policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) realizaram uma operação para cumprir mandados de busca e apreensão em endereços ligados à deputada Flordelis.

Os agentes foram a quatro endereços da parlamentar: além da casa da família em Niterói, os policiais também estiveram num apartamento funcional em Brasília, no gabinete da deputada no Rio e num imóvel da família em Jacarepaguá, na zona oeste da capital fluminense.

Os agentes procuravam celulares, computadores e documentos que ajudassem nas investigações sobre as motivações para o assassinato de Anderson.


Publicidade