Publicidade

Estado de Minas

Voo que sairia de Brasília é impedido de decolar porque avião está penhorado

Dois credores da Avianca, que está em recuperação judicial, conseguiram liminar na Justiça. Já dentro da aeronave, passageiros tiveram que desembarcar da aeronave


postado em 05/04/2019 09:29

(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
Em recuperação judicial desde o fim do ano passado, a companhia aérea Avianca teve dois aviões penhorados, nessa quinta-feira (4/4). Com isso, um voo que sairia do Aeroporto Internacional de Brasília para Congonhas (SP), às 19h, foi impedido de decolar e passageiros tiveram que desembarcar da aeronave. A empresa alega que conseguiu derrubar a liminar, mas culpou o período entre a decisão e a comunicação oficial pelo transtorno causado. Segundo a assessoria de imprensa da companhia, parte dos passageiros seguiu em outro voo. %u201CA situação foi normalizada e a aeronave decolou (com o restante dos passageiros) à 1h18 desta sexta%u201D, diz em nota. "A Avianca Brasil informa que tomou as medidas necessárias, que os passageiros impactados estão sendo atendidos e que segue operando normalmente", complementa.


Publicidade