Publicidade

Estado de Minas GERAL

Mulher é morta por estrangulamento no interior de SP; marido é suspeito


postado em 30/03/2019 19:43

Uma mulher de 28 anos foi encontrada morta na madrugada deste sábado, 30, na casa em que morava com a família, em Guararapes, cidade do interior de São Paulo. O corpo de Ana Cláudia Melo Benjamim tinha marcas de estrangulamento e indícios de violência sexual. Conforme a Polícia Civil, o marido da vítima, Felipe Camargo Nogueira, de 28 anos, está foragido e é considerado o principal suspeito do crime. Casados há sete anos, eles já tinham se separado anteriormente, mas reataram o relacionamento.

O corpo da jovem foi encontrado por sua mãe quando foi à casa da filha, no bairro Francisco Antonioli, por volta das 6h. A filha do casal, de 2 anos de idade, dormia em um dos quartos da residência. O outro filho, de 5 anos, tinha passado a noite na casa de parentes. Ana Cláudia chegou a ser levada de ambulância para um pronto-socorro da cidade, mas morreu durante o percurso.

A vítima tinha marcas roxas no pescoço e sinais de violência sexual. A polícia acredita que o suspeito agrediu e violentou a mulher, antes de matá-la estrangulada. Nogueira, que trabalha como operador de tratamento de caldo em uma usina de álcool da região, era procurado na manhã deste sábado. A reportagem não localizou parentes do suspeito.

Outro caso

Esse pode ser o segundo caso de feminicídio, em menos de 24 horas, na região. Na sexta-feira, 29, um policial civil matou a mulher a tiros de pistola e usou a arma para cometer suicídio, em Itajobi. O suspeito, Caio Paziani Escobosa, de 28 anos, era agente de telecomunicações na delegacia seccional de Novo Horizonte, na mesma região.

Ele atirou cinco vezes contra a vítima, Bianca Barbosa Lopes, de 25 anos, e depois se matou. Os corpos foram encontrados pelos parentes na residência do casal, no bairro São Jorge. Conforme a Polícia Militar, Escobosa estava caído com a pistola na mão, ao lado da mulher.


Publicidade