Publicidade

Estado de Minas

Coordenadora morta em escola de Suzano nasceu em Minas

Professora Marilena Ferreira Umezu é natural de Ubá, na Região da Zona da Mata, e foi a primeira a ser morta pelos atiradores na Escola Estadual Professor Raul Brasil


postado em 13/03/2019 19:30 / atualizado em 13/03/2019 19:38

(foto: Reprodução/Facebook)
(foto: Reprodução/Facebook)

 

A Prefeitura de Ubá, na Região da Zona da Mata, confirmou que Marilena Ferreira Umezu, coordenadora pedagógica da Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano (SP), nasceu na cidade. Em nota, o Executivo municipal adiantou que a informação foi confirmada com o cartório do município.


De acordo com a administração municipal, irmãos e a mãe de Marilena ainda moram em Ubá. Eles serão levados, na noite desta quarta-feira, à cidade paulista por uma van da própria prefeitura. Em nota, o Executivo afirmou que “se associa à dor de todos os que, num misto de perplexidade e solidariedade humana, foram atingidos direta e indiretamente pela tragédia”.


A pedagoga foi a primeira a ser morta pelos ex-alunos Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique Castro, de 25, segundo informações da Secretaria de Estado de Segurança Pública de São Paulo. Em depoimento ao portal G1, alunos e professores da escola disseram que Marilena era atenciosa aos estudantes e “vivia a educação com intensidade”.


Até esta publicação, o massacre deixou 10 pessoas mortas, inclusive os autores que se suicidaram, e nove feridos. Os dois jovens que cometeram o crime teriam se matado ao se deparar com militares. O coronel Salles, da Polícia Militar, disse que, antes de entrar na escola, os dois dispararam contra o proprietário da locadora de veículos. Ele chegou a passar por cirurgia na Santa Casa de Suzano, mas faleceu.


Confira a nota da prefeitura de Ubá na íntegra:


“A comunidade ubaense se associa à dor de todos os que, num misto de perplexidade e solidariedade humana, foram atingidos direta e indiretamente pela tragédia ocorrida na manhã de hoje na Escola Pública Raul Brasil, em Suzano-SP. Ainda abalados com o impacto desse triste episódio, chega-nos a notícia que Marilena Ferreira Vieira Umezu, coordenadora pedagógica da escola e vítima no atentado, era oriunda de nossa cidade, onde ainda residem parentes próximos seus, a quem a Prefeitura se coloca à disposição para a ajuda necessária nesse momento de tamanha dor”

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade