Publicidade

Estado de Minas GERAL

Mulher e funcionários de aérea são presos em Foz por suspeita de tráfico


postado em 04/03/2019 17:15

A Polícia Federa prendeu uma passageira com 2 quilos de cocaína durante uma ação integrada com a Receita no aeroporto de Foz do Iguaçu neste domingo, 3. A mulher estava indo para Maceió e faria uma conexão no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

Em nota, a PF informou que a passageira passou pelo canal de inspeção da Receita e, após "fundadas suspeitas", foi encaminhada para revista pessoal e inspeção no "bodyscan". Segundo a Federal, nada foi encontrado em seu corpo ou em suas bagagens.

A PF relatou que ao ser entrevistada por policiais e servidores da Receita, a jovem "entrou em contradições e passou a ser discretamente acompanhada para verificação se receberia outros volumes de terceiros, o que não aconteceu". De acordo com a Polícia Federal, a mulher fez o check-in e seguiu para o embarque.

"A equipe foi ao porão da aeronave, localizou a mala da passageira e, em nova inspeção, encontrou o entorpecente no interior da bagagem", informou a Federal.

"Ficou evidenciado que a droga foi introduzida na mala da passageira por algum funcionário da companhia aérea que a manuseou, seja na triagem, na rampa ou no porão da aeronave."

A passageira foi retirada do voo. Segundo a PF, a mulher "confessou que receberia R$ 1,5 mil para levar a mala até Maceió e entregá-la a um desconhecido", mas não disse quem seria seu contato em Foz do Iguaçu.

A jovem de 22 anos, residente em Foz do Iguaçu, e 12 funcionários que tiveram contato com a bagagem foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Federal para lavratura do flagrante.

Apenas a mulher foi autuada. Os funcionários tiveram suas credenciais recolhidas pela Infraero, mediante solicitação da PF, e aguardarão a conclusão das investigações em liberdade.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade