Publicidade

Estado de Minas GERAL

Temer: avanços na ciência e tecnologia colocam País ao lado de desenvolvidos


postado em 27/09/2018 13:07

O presidente da República, Michel Temer, lançou em cerimônia no Palácio do Planalto nesta quinta-feira, 27, um programa que vai liberar até R$ 1 bilhão nos próximos dois anos para financiar projetos de inovação no país.

Na cerimônia, o presidente Temer disse que o lançamento do programa mostra que o governo está "colocando o país efetivamente no século 21". "Nesse governo avançamos em vários pontos no âmbito da ciência e tecnologia que nos colocam ao lado dos países mais desenvolvidos. Nós estamos colocando o país nos termos da Constituição e o que fizemos ficará marcado para hoje e para o futuro", declarou.

O programa, que será executado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep), busca descentralizar o financiamento de projetos de inovação.

Segundo o ministro Gilberto Kassab, do MCTIC, empresas e instituições públicas têm papel fundamental na adoção de medidas voltadas à modernização dos serviços público e a "adoção de práticas e tecnologias inovadoras na gestão é o caminho mais seguro, direto, econômico e rápido para elevar o nível dos serviços públicos".

O MCTIC informou que, a partir do programa, bancos de desenvolvimento, agências de fomento e outras instituições financeiras vão repassar recursos a prefeituras, governos estaduais e empresas privadas ou de economia mista que pretendem desenvolver projetos de inovação. Conforme a pasta, quatro setores receberão apoio de forma prioritária: Saneamento e Recursos hídricos; Mobilidade Urbana; Eficiência Energética; e Energias Renováveis.

Os empréstimos terão carência de até 24 meses e o prazo de amortização será de até 96 meses. A taxa de juros será de CDI, mais 4% ao ano. O Certificado de Depósito Interbancário (CDI) é um título emitido por instituições financeiras que equilibra as operações entre os bancos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade