Publicidade

Estado de Minas GERAL

Colnago: todos os ministérios têm desejos ilimitados, mas não dá para fazer tudo


postado em 14/08/2018 16:53

O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, disse nesta terça-feira, 14, que os investimentos em Educação são importantes para aumentar a produtividade da economia brasileira, mas voltou a argumentar que o governo tem restrições orçamentárias.

Ele repetiu que o Planejamento apenas estabelece um valor geral de orçamento para cada pasta, por isso cabe ao Ministério da Educação alocar os recursos.

"Todos os ministérios têm desejos ilimitados e o orçamento do MEC já é o maior entre todos os ministérios. Mas é necessário priorizar os gastos, não dá para fazer tudo", afirmou o ministro, em audiência pública na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

Colnago lembrou que o governo está tentando reduzir as desonerações para obter mais receitas. "O governo fez mais gastos e investimentos aumentando a tributação, mas se chegou a um ponto em que não é mais possível se fazer isso. Mas há um excesso de benefícios tributários e é preciso rever isso. Essas renúncias trouxeram resultados? Precisamos olhar o que deve ser prioridade", completou.

Abacaxi

Durante a audiência pública, representantes dos estudantes chegaram a oferecer um abacaxi ao ministro, que não falou com imprensa ao fim da sessão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade