Publicidade

Estado de Minas GERAL

Agosto começa com chuva e tarde mais fria do ano em São Paulo


postado em 01/08/2018 20:48

Agosto se iniciou com chuva e frio em São Paulo. No primeiro dia do mês, a capital paulista registrou a tarde mais gelada do ano nesta quarta-feira, 1º, com temperatura máxima de 14,2ºC, de acordo com a medição do Instituto Nacional de Meteorologia na estação meteorológica do Mirante de Santana, na zona norte da cidade. O recorde anterior era de 15,5ºC, em 11 de julho.

A temperatura máxima desta quarta é também a menor para o mês desde 14 de agosto de 2014, quando os termômetros marcaram 12,6º.

Os paulistanos vestiram o agasalho ao sair de casa e não o tiraram mais, pois o frio se manteve durante todo o dia. A diferença entre a temperatura máxima e a mínima, conhecida como amplitude térmica, foi de apenas 0,7ºC nesta quarta, a menor do ano até o momento.

Segundo o Climatempo, há possibilidade de que a amplitude aumente até o fim da noite, já que a temperatura mínima pode diminuir em relação ao valor registrado às 9 horas (13,5ºC).

Previsão para os próximos dias

Os paulistanos que se acostumaram com o inverno de calor intenso e temperaturas de quase 30ºC nas semanas anteriores terão que voltar à realidade da estação. Esta quinta-feira, 2, amanhece com mais frio. A tarde, porém, não será tão gelada.

"O termômetro só deve começar a passar dos 20°C na cidade de São Paulo no próximo fim de semana, ainda vai ficar longe de marcas como 28°C ou 29°C", prevê o Climatempo.

A sensação de frio persiste nos próximos dias.

Chuva

A quinta deve amanhecer nublada, com possibilidade de garoa. De acordo com o Climatempo, o sol deve aparecer entre nuvens no fim da manhã e no início da tarde. No entanto, a previsão é de céu nublado no fim da tarde e durante a noite, com risco de mais garoa.

"As condições para chuva aumentam na sexta-feira e no fim de semana, podendo chover forte na Grande São Paulo e em vários locais do Estado", afirma o Climatempo. "Novas áreas de instabilidade devem crescer entre o Sul do Brasil, Mato Grosso do Sul e São Paulo, espalhando nuvens carregadas por todas as regiões paulistas."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade