Publicidade

Estado de Minas

Mulher é abordada por ladrão e dá uma surra nele; veja vídeo

À polícia, a vítima contou que o homem estava armado e exigiu que ela entregasse o celular. Após apanhar da mulher, o ladrão fugiu sem levar os pertences


postado em 20/07/2018 18:19 / atualizado em 20/07/2018 18:25

(foto: Reprodução/YouTube)
(foto: Reprodução/YouTube)

Uma jovem reagiu a uma tentativa de assalto e deu uma surra no ladrão, que fugiu sem levar os pertences da vítima. O caso aconteceu no Recanto das Emas, em Brasília, no início da tarde de quarta-feira (18/7). A mulher aparece nas filmagens caminhando em uma rua residencial enquanto um carro passa por ela. Na esquina, o veículo para, o homem desce, vai em direção à pedestre e anuncia o assalto. A jovem segura a bolsa junto ao corpo e começa a chutar o ladrão, que corre para o carro e vai embora.



Toda a ação registrada por câmeras instaladas nas casas da quadra 205 do Recanto das Emas. Depois de reagir a tentativa de assalto, a jovem corre para buscar ajuda. Na filmagem também aparece uma mulher varrendo a frente do portão de casa na hora do ataque. Ela observa a confusão, mas não reage.

À polícia, a vítima contou que o homem estava armado e exigiu que ela entregasse o celular. A ocorrência foi registrada como tentativa de roubo na 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas). No registro consta que a jovem se recusou a entregar o aparelho e entrou em luta corporal com o ladrão, que correu e entrou no veículo Renault Sandero onde outro comparsa aguardava. A dupla fugiu.

Risco de reagir


A Polícia Militar, no entanto, alerta para o risco de reagir. Segundo a corporação, na maioria das vezes os ladrões não estão sozinhos e uma reação aumenta o risco. Outra dica da PM é evitar movimentos bruscos que possam levar o criminoso a imaginar que é uma reação. Além disso, não é aconselhado olhar para o criminoso, pois ele pode interpretar que a vítima quer memorizar as características dele para, depois, identificá-lo.

A corporação ainda orienta as vítimas a obedecerem aos comandos dos assaltantes para evitar violência física e, após a fuga do ladrão, comunicar o fato o quanto antes à Polícia Militar. De acordo com a corporação, os alvos principais de ladrões são os bens patrimoniais, como celulares, bolsas dinheiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade