Publicidade

Estado de Minas

Câmera flagra ultrapassagem proibida que resultou em acidente com três carros na BR-040

Flagrante foi feito entre Luziânia e Cristalina. O condutor infrator não parou para prestar socorro. A Amarok dirigida por ele é registrada em Brasília


postado em 14/02/2018 14:58

Caminhonete faz ultrapassagem indevida e provoca acidente. O motorista não prestou socorro(foto: PRF/Divulgação)
Caminhonete faz ultrapassagem indevida e provoca acidente. O motorista não prestou socorro (foto: PRF/Divulgação)

Um motorista do Distrito Federal provocou um acidente de trânsito envolvendo três veículos, no sábado de carnaval (10/2), na BR 040, entre Luziânia e Cristalina. A colisão aconteceu por volta das 16 horas, no Km 50 da via. A Amarok branca foi filmada fazendo várias ultrapassagens em local proibido. O condutor fugiu sem prestar socorro às vitimas.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), em uma das ultrapassagens da Amarok, o condutor de um Siena cinza teve que jogar o carro para o acostamento e evitar a colisão frontal com a Amarok. Na manobra, ele perdeu o controle e bateu na lateral de outro Siena, cor prata, que rodou na pista, colidindo na lateral de uma S10. A ultrapassagem proibida que resultou na colisão foi flagrada pela câmera de um condutor que trafegava pela rodovia e parou para ajudar as vítimas. 

Apesar dos vários carros envolvidos no acidente, apenas uma passageira do Siena prata ficou levemente ferida. Por meio do vídeo, a placa da Amarok foi identificada pela PRF e incluida no boletim de ocorrência. Segundo a PRF, o veículo é registrado em Brasília. 
 
A Polícia ainda destaca que a pista estava devidamente sinalizada, inclusive indicando que a ultrapassagem no local é proibida, com placas e faixas contínuas. "A imprudência  e a falta de respeito com as sinalizações do trânsito dos condutores são uma das principais causas de acidente de trânsito nas rodovias federais", afirma em nota.


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade