Publicidade

Estado de Minas

Ex-repórter da RedeTV! é presa por suspeita de envolvimento com o PCC

Considerada a criminosa mais procurada do estado de São Paulo, Luana Don é acusada de integrar uma célula criminosa do Primeiro Comando da Capital


postado em 04/07/2017 15:35 / atualizado em 04/07/2017 16:35

(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)

(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)
A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na manhã desta terça-feira a advogada e jornalista Luana de Almeida Domingos, de 32 anos, ex-repórter da RedeTV!, mais conhecida como Luana Don. Ela foi capturada nesta manhã, em uma residência que era utilizada como esconderijo em Ilha Bela, litoral norte de São Paulo.

Considerada a criminosa mais procurada do estado de São Paulo, Luana Don é acusada de integrar uma célula criminosa do Primeiro Comando da Capital (PCC) denominada "sintonia dos gravatas" ou "célula R", responsável por transmitir as ordens emanadas pela cúpula da organização criminosa. A jornalista também figurava na primeira página do portal de procurados da Polícia Civil do Rio, com recompensa de até R$ 50 mil, por informações que levassem a sua captura.

Luana Don ganhou notoriedade por ter sido repórter do programa Super Pop, da RedeTV!, entre os anos 2012 e 2015, e também por conta de trabalhos publicitários e fotos publicadas em redes sociais.

Nos últimos meses, diversas notícias circularam nos jornais dando conta de que Luana estaria escondida na cidade do Rio de Janeiro pelo fato de já ter residido nessa cidade, ter um namorado que mora no bairro de São Conrado e pela proximidade do PCC com facções cariocas.
Ver galeria . 12 Fotos Instagram/Reprodução
(foto: Instagram/Reprodução )

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade