Publicidade

Estado de Minas

Manifestantes fecham acessos ao Aeroporto Internacional de Brasília

Pneus foram queimados em ao menos três pontos nas duas vias de acesso ao terminal


postado em 28/04/2017 07:23 / atualizado em 28/04/2017 07:33

Manifestantes em acesso do terminal JK(foto: Reprodução/Youtube)
Manifestantes em acesso do terminal JK (foto: Reprodução/Youtube)

Cerca de 300 integrantes de movimentos sindicais realizaram um protesto nesta manhã de sexta-feira (28/4) no Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitscheck. Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), os participantes do ato contra a reforma da Previdência usam faixas e carro de som no local.


Os manifestantes queimaram pneus no balão que dá acesso ao terminal de Brasília. Havia pneus em chamas em três pontos nas duas vias do local. A Polícia Militar monitorou a situação. Por volta das 6h20, o trânsito permanecia parado, mas o Batalhão de Choque da PM foi acionado e retirou os manifestantes das quatro vias que dão acesso ao terminal.

Em seguida, homens do Corpo de Bombeiros atuaram para controlar as chamas e liberar o trânsito. Há relatos de que PMs e bombeiros enfrentaram resistência dos manifestantes para encerrar o bloqueio nas vias. O trânsito começou a ser liberado pouco depois.

 Greve geral


Vários setores da economia deverão parar na greve geral de hoje, convocada pelas centrais sindicais contra as reformas trabalhista e da Previdência. Principalmente os serviços essenciais como ônibus, metrô e trens, fundamentais para inibir a circulação dos trabalhadores e o acesso às empresas.

A previsão de Graça Costa, secretária de Relações do Trabalho da Central Única dos Trabalhadores (CUT), é de que mais de 50% de toda a mão de obra brasileira — de mais de 100 diferentes categorias profissionais — cruzem os braços.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade