Publicidade

Estado de Minas

STF decide mandar goleiro Bruno de volta à prisão


postado em 25/04/2017 16:01

Brasília, 25 - Por 3 votos a 1, a 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na tarde desta terça-feira, 25, que o goleiro Bruno Fernandes, de 32 anos, retorne à cadeia. Após deixar a prisão, o goleiro assinou contrato com o Boa Esporte Clube, de Varginha, em Minas Gerais, que disputa a segunda divisão do Campeonato Mineiro.

O goleiro, ex-jogador do Flamengo, havia deixado a prisão na Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) de Santa Luzia, na Grande Belo Horizonte, em 24 de fevereiro. Ele cumpria pena de 22 anos e 3 meses de prisão pelo sequestro, assassinato e ocultação de cadáver da ex-amante, Eliza Samudio, com quem teve um filho.

A defesa do jogador conseguiu no dia 21 de fevereiro um habeas corpus no STF para que o atleta fosse libertado. A decisão foi do ministro Marco Aurélio Mello, que considerou o fato de o jogador estar preso há quase sete anos sem que o júri que o condenou tenha sido referendado em segunda instância.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade