Publicidade

Estado de Minas

Encomenda com café e cachaça é confundida com bomba e interdita Biblioteca de Brasília

Pacote causou a interdição de um dos andares do prédio na tarde de terça-feira; agentes da PM, Polícia Civil, Bope e Bombeiros foram mobilizados


postado em 18/05/2016 07:48 / atualizado em 18/05/2016 08:01

Caixa com pó de café, chocolate e cachaça foi entregue pelos Correios (foto: Divulgação )
Caixa com pó de café, chocolate e cachaça foi entregue pelos Correios (foto: Divulgação )

A encomenda confundida com uma bomba, que causou a interdição de um dos andares da Biblioteca Nacional de Brasília (BNB) na tarde dessa terça-feira, era, na verdade, uma caixa com pó de café, chocolate e cachaça.

O pacote foi entregue na segunda-feira pelos Correios. Mas, só na terça de manhã, chegou às mãos da gerente administrativa da BNB, Lúcia Helena Marques, que desconfiou da encomenda. “A caixa tinha sido enviada para a Turquia, tendo a biblioteca como remetente, só que nós nunca havíamos mandado nada pra lá. Como ela não pôde ser entregue, voltou pra gente”, explica. “Além disso, ela estava com um lacre rompido e, ao ser balançada, ela soltava um pó preto”, completa.

Esquadrão de bombas isolou os dois andares da Biblioteca Nacional de Brasília
Esquadrão de bombas isolou os dois andares da Biblioteca Nacional de Brasília

Lúcia decidiu, então, acionar a Polícia Militar. “No primeiro momento, eles mandaram isolar a sala. Depois, enviaram para cá o Bope, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros para analisar o material e isolaram o 1º andar todo”, afirma.

Após o pacote ser submetido a um raio-x, a hipótese de bomba foi descartada. Restava ainda a suspeita de que o material pudesse ser tóxico, o que também foi descartado depois de uma análise do Corpo de Bombeiros. Quando finalmente abriram a caixa, os agentes só encontraram os alimentos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade