Publicidade

Estado de Minas

Ladrões se desculpam após invadir 9 vezes creche no interior de SP

Mas pais e alunos da Creche Aurélio Pacagnella não acreditam nisso e reforçam a segurança


postado em 27/10/2015 16:37 / atualizado em 27/10/2015 17:14

São Paulo, 27 - Voltou a funcionar nesta terça-feira, 27, a creche invadida por ladrões pela nona vez no último final de semana em Ribeirão Preto (SP). Após furtarem vários objetos e danificarem muitos outros, a instituição teve de ficar fechada na segunda-feira, 26, deixando sem atendimento mais de 150 crianças.

Os ladrões, ainda não identificados, deixaram um recado em um mural antes de fugirem, prometendo ser este o último ataque: "Me desculpe, por favor. Não volto mais." Mas pais e alunos da instituição - a Creche Aurélio Pacagnella, não acreditam nisso. Em reunião, eles resolveram fazer uma "vaquinha" para erguer um muro no local.

A creche fica localizada no Jardim José Sampaio, na zona norte de Ribeirão Preto, e dessa vez os desconhecidos levaram, entre outros, brinquedos, alimentos e produtos de higiene. A polícia ainda não tem pistas dos ladrões, mas pais de alunos já se mobilizam para melhorar a segurança do local.

Em reunião, um pai de aluno que é pedreiro se ofereceu para construir um muro e outros dispositivos de segurança na creche. Os pais também vão adquirir brinquedos para substituir os que foram furtados. Tudo isso deve custar R$ 4.500 e uma página foi criada na internet para receber doações.

MEDIDAS

A creche é de responsabilidade da prefeitura que, em nota, diz ter solicitado maior policiamento na região por parte da Polícia Militar e da Guarda Municipal. E que realizou os reparos no prédio ocasionados pela invasão.


Publicidade