Publicidade

Estado de Minas

Morre escritora Rose Marie Muraro


postado em 21/06/2014 19:19

Rio, 21 - A escritora Rose Marie Muraro, uma das principais representantes do movimento feminista no Brasil, morreu na manhã deste sábado, aos 83 anos, no Hospital São Lucas, em Copacabana (zona sul do Rio). Ela estava internada no CTI da unidade de saúde desde o dia 12.

Rose tinha câncer na medula óssea havia mais de dez anos e, no dia 15, entrou em coma e desenvolveu uma infecção respiratória. Rose tinha 5 filhos e 12 netos.

A intelectual nasceu praticamente cega, mas conseguiu estudar - cursou Física - e escreveu 44 livros. Nas décadas de 1970 e 1980, foi pioneira ao liderar o movimento feminista no País.

Rose também atuou como editora, tendo publicado mais de 1.600 livros nas editoras Vozes e Rosa dos Tempos. Trabalhou com Leonardo Boff durante 17 anos.

Em texto divulgado pelo Twitter, a presidente Dilma Rousseff lamentou a morte de Rose: "Foi com tristeza que soube da morte de Rose Marie Muraro, ícone da luta pelos direitos das mulheres."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade