Publicidade

Estado de Minas

Inquilino mata donos de imóvel na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro

Casal foi assassinado na frente dos filhos quando cobrava aluguel atrasado


postado em 14/06/2014 16:36

Um casal foi morto na frente dos filhos, quando cobrava o aluguel atrasado do inquilino. O crime aconteceu nesta sexta-feira, 13, em Saquarema, na Região dos Lagos, no Estado do Rio de Janeiro. As crianças, que não tiveram as idades reveladas chegaram a ser mantidas reféns. O inquilino, o corretor Ricardo Almeida Brito, de 38 anos, matou-se com um tiro na cabeça nove horas depois de ter assassinado o casal.

Marcio Gustavo de Jesus, de 38 anos, e Jeanne Silva Calado, de 24, chegaram à casa alugada por Brito, no bairro Retiro, por volta das 13 horas. Eles cobravam nove meses de aluguel atrasado quando o corretor reagiu e disparou com uma pistola. Jeanne morreu na hora. Jesus tentou intervir e também foi baleado. Ele foi socorrido e morreu no Hospital Municipal Nossa Senhora de Nazareth. Quando as crianças correram para o corpo da mãe, Brito as tomou como refém. A mulher dele, Elisângela de Fátima Silva, de 31 anos, também foi retida por Brito.

A casa do corretor foi cercada por policiais do 25.º Batalhão da PM (Cabo Frio) e por agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), que seguiram de helicóptero. Um pastor negociou a libertação das crianças. Brito atirou contra a própria cabeça às 22 horas.

Na casa, policiais encontraram uma pistola 9 mm, réplica de um fuzil, além de munição e um colete à prova de balas. Elisângela prestou depoimento na 124.ª DP (Saquerema) e foi liberada em seguida.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade