Publicidade

Estado de Minas

PF prende em sete estados 22 suspeitos de desmatamento ilegal


postado em 05/06/2014 17:22


A Polícia Federal (PF) prendeu nesta quinta-feira (5) 22 pessoas suspeitas de desmatamento ilegal de mata nativa. De acordo com a PF, os investigados fraudavam documentos, como guias de autorizações estaduais para exploração de madeira.

Batizada de Metástase, a operação foi deflagrada nesta quinta-feira, Dia Mundial do Meio Ambiente, em parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o Ministério Publico Federal. A PF cumpre 48 mandados de prisão e 46 de busca e apreensão nos estados de Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso e Pernambuco, do Tocantins, Paraná e da Bahia. Cerca de 400 policiais participam da ação.

A madeira irregular era usada para produção de carvão destinado ao abastecimento de fornos de indústrias siderúrgicas de Minas Gerais. Segundo a PF, os madeireiros ilegais agiam principalmente em áreas do Cerrado.

O nome da operação faz referência à forma como a organização atuava na exploração ilegal da madeira, como um câncer que se espalhou pelo Cerrado. O bioma é um dos mais ameaçados do país e considerado a savana mais rica do mundo. Com cerca de 204 milhões de hectares, já perdeu mais de 60% da sua vegetação original.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade