Publicidade

Estado de Minas

Clima no Pavão-Pavãozinho volta ao normal após protesto


postado em 25/04/2014 15:01

Rio, 25 - Três dias depois do protesto de moradores do morro Pavão-Pavãozinho que terminou em tiroteio e confusão em Copacabana, na zona sul do Rio, a quantidade de policiais patrulhando a favela nesta sexta-feira, 25, é bem menor do que nos dias anteriores. Pelo menos três equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), tropa de elite da Polícia Militar fluminense, circulavam pela comunidade hoje.

O número de PMs da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) parece ter voltado ao normal e apenas uma patrulha está estacionada na esquina da Rua Sá Ferreira, em Copacabana, com a Ladeira Saint Roman, que dá acesso ao Pavão-Pavãozinho. Neste sexta-feira, o comércio na Sá Ferreira funciona normalmente, ao contrário de ontem, quando lojistas relataram terem sido obrigados a fechar as portas por jovens supostamente ligados ao tráfico na favela.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade