Publicidade

Estado de Minas

Versão da PM sobre estoquista baleado deve prevalecer


postado em 14/02/2014 09:49

O delegado titular do 4.º DP (Consolação, região central de São Paulo), José Gonzaga Marques, afirmou que a versão da Polícia Militar sobre o caso do estoquista baleado após o protesto deve se confirmar.

Nesta quinta-feira, 13, quatro PMs que participaram da perseguição de Fabrício Chaves, de 22 anos, foram ouvidos. “Deve prevalecer a versão da polícia”, disse Marques. Os agentes reafirmaram a versão de que Chaves teria ameaçado os policiais com um estilete antes de ser atingido por tiros. As informações são do jornal

O Estado de S. Paulo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade