Publicidade

Estado de Minas

Alunos da Gama Filho são retirados à força da frente do Palácio do Planalto

Polícia Legislativa do Senado retirou os manifestantes do acampamento e cerca de 15 pessoas precisaram depor


postado em 21/01/2014 07:51

Os estudantes foram retirados a força do local por policiais legislativos(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
Os estudantes foram retirados a força do local por policiais legislativos (foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)

Um grupo de 15 alunos da Universidade Gama Filho, que protestava em frente ao Palácio do Planalto, foi retirado do local pela Polícia Legislativa do Senado, na noite desta segunda-feira (20/1). Houve tumulto e eles prestaram depoimentos.

Os alunos tiveram que sair do gramado em que estavam acampados após terem montado uma edificação, o que é proibido no local. Como não saíram pacificamente, até o prazo limite dado pela polícia, esta segunda-feira, foram retirados à força do acampamento e agora precisam prestar esclarecimento.

Os estudantes pediam apoio de parlamentares e querem a federalização do Centro Universitário da Cidade (UniverCidade), que foi descredenciada pelo Ministério da Educação (MEC), na última segunda-feira (13/1).

O MEC alega que a instituição foi descredenciada pela baixa qualidade acadêmica, o grave comprometimento da situação econômico-financeira e a falta de um plano viável para superar os problemas. Com as portas fechadas, os alunos serão transferidos para outras universidades.

Na terça-feira (14/1), os reitores da intituição chegaram a divulgar uma nota em que apontam a federalização como uma alternativa para que os 10 mil alunos não tenham seus estudos interrompidos. O MEC explica que nunca houve uma proposta de federalização por parte dos reitores das universidades.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade