UAI
Publicidade

Estado de Minas

Desabamento no Estádio do Itaquerão deixa dois mortos


postado em 27/11/2013 14:00 / atualizado em 27/11/2013 16:19

Palco da abertura da Copa do Mundo, o Estádio do Corinthians, em Itaquera, na Grande São Paulo, foi palco de um acidente no fim da manhã desta quarta-feira. Na hora da colocação do último módulo da construção no setor Sul, a estrutura metálica acabou se soltando e o guindaste caiu em cima do painel de LED e de parte da arquibancada. Duas pessoas morreram no acidente. Ainda não há informações sobre o número e  estado de saúde dos feridos.


Os bombeiros informaram ainda que quatro carros foram enviados ao local, além do helicóptero Águia da Polícia Militar. O estádio fica na Avenida Miguel Ignácio Curi, no Bairro Itaquera, zona leste da capital paulista.

A Odebrecht, construtora responsável pela obra, divulgou uma nota lamentando o ocorrido e confirmando a morte de dois trabalhadores – Fábio Luiz Pereira, 42, motorista/operador de Munck da empresa BHM, casado e pai de três filhos e Ronaldo Oliveira dos Santos, 44 anos, montador da empresa Conecta, casado e pai de um filho.

Pouco antes das 13 horas, o guindaste, que içava o último módulo da estrutura da cobertura metálica do estádio, tombou provocando a queda da peça sobre parte da área de circulação do prédio leste – atingindo parcialmente a fachada em LED. A estrutura da arquibancada não foi comprometida. Era a 38ª vez que esse tipo de procedimento realizava-se na obra e uma peça de igual proporção foi instalada há pouco mais de uma semana no setor Sul do estádio. A odebrecht também garantiu que todos os esforços estão concentrados para oferecer assistência total às famílias das vítimas.


Em coletiva na tarde desta quarta-feira, o diretor de obras da Arena Corinthias, André Sanchez, informou que a operação foi feita dentro da normalidade e que a causa do acidente ainda é desconhecida. "Somente a perícia poderá dizer o que realmente houve", destacou.

Frederico Barbosa, gerente operacional de obra, disse que todas as condições eram favoráveis e que ele mesmo liberou a operação. "Nossa preocupação agora é com a família das vítimas e somente a perícia poderá dizer qual foi erro", reforçou.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade