Publicidade

Estado de Minas

Brasil se despede do papa Francisco

Avião transportando o pontífice já decolou do Rio de Janeiro


postado em 28/07/2013 19:47 / atualizado em 29/07/2013 07:24

Papa pediu para que fiéis rezem por ele(foto: AFP PHOTO / EVARISTO SA )
Papa pediu para que fiéis rezem por ele (foto: AFP PHOTO / EVARISTO SA )
 

O Airbus transportando o papa Francisco decolou às 19h36 da Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, rumo a Roma, na Itália. O clima na capital fluminense estava nublado, mas sem chuvas. Antes de partir, o pontífice pediu orações por ele durante um discurso. Ele também confirmou que pretende voltar ao país em 2017, quando serão celebrados os 300 anos da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, dizendo “até breve”.

 Veja a galeria de fotos da missa do Envio da JMJ

 Veja a galeria de fotos dos fiéis em Copacabana

Enquanto taxiava na pista do Galeão, a aeronave exibia bandeiras do Brasil e do Vaticano pelas janelas da cabine. Arcebispos, Cardeais e outros religiosos que estavam no local saudaram o pontífice com uma salva de palmas no momento em que o avião decolou. A previsão é de que o voo tenha 11 horas de duração. O pontífice deverá chegar a Roma às 11h30 no horário local, que corresponde às 6h30 no horário de Brasília.

 

Durante os sete dias em que esteve no Brasil, Francisco esbanjou simpatia e carisma, apesar da agenda extensa. O Papa permaneceu no Rio de Janeiro durante a maior parte do tempo, mas também esteve em Aparecida, no interior de São Paulo, visitando o Santuário dedicado à padroeira do Brasil. A imagem da Santa foi encontrada por pescadores em 1717, no Rio Paraíba do Sul.

 A Jornada Mundial da Juventude, que motivou a visita do pontífice ao Brasil, terminou sem incidentes graves, mas expôs problemas durante a organização de grandes eventos. Na última segunda feira (22), logo depois da chegada ao país, a comitiva de Francisco ficou presa em um congestionamento a multidão se aproximou além do previsto dos veículos. Nos eventos em Copacabana, foi a vez dos fiéis enfrentarem problemas, como falta de banheiros e transporte público insuficiente.

 


Publicidade