Publicidade

Estado de Minas

Irmãos gêmeos terão doação de órgãos das irmãs gêmeas


postado em 11/09/2012 18:28 / atualizado em 11/09/2012 18:33

A reversão de uma insuficiência renal crônica diagnosticada há dois anos pelos irmãos gêmeos Fábio Gomes da Silva e Fabiano Gomes da Silva, ambos com 35 anos, poderá ser realizada com uma solução dentro de casa.

As suas irmãs, as gêmeas, Luciana de São José e Silvana Minatel, ambas com 42 anos, se colocaram à disposição, realizaram os exames necessários e foram consideradas compatíveis com a dupla. Com isso, elas se transformaram em doadoras de rins para os irmãos, que em breve iriam começar a fazer hemodiálise, caso não conseguissem os órgãos. O primeiro transplante, de Luciane para Fábio, está previsto para acontecer dia 20 deste mês, na Santa de Casa de Maringá.

A família mora em Maringá (Noroeste do Paraná) e, segundo Fabiano, que trabalha como auxiliar administrativo, houve muita comoção dentro de casa. "Quando soubemos dessa possibilidade foi uma emoção muito grande, pois estávamos com a doença adiantada, já tínhamos inclusive todo material para hemodiálise, mas graças a Deus tivemos essa surpresa, foi uma coisa muito positiva", disse.

Fabiano soube que tinha o mesmo problema do irmão algumas semanas depois. "Não sentíamos nada, não havia algum tipo de sinal, tanto que ao descobrir já estava com mais de 70% dos rins comprometidos. Primeiro foi o Fábio, que descobriu e em seguida eu também resolvi fazer alguns exames que me apontaram o mesmo problema", afirmou.

Seguindo uma rígida dieta alimentar - sem carnes vermelhas e com alimentos que mantenham regulares os níveis de potássio - a cirurgia de Fabiano deve acontecer alguns dias depois do irmão. Segundo ele, a escolha das doadoras levou em conta o histórico de brincadeiras da família, quando as irmãs "adotavam" os dois irmãos e brincavam como mães.


Publicidade