Publicidade

Estado de Minas CHECAMOS

As fotos da observadora da OEA com Lula e Chávez datam de quando ela era presidente da Costa Rica

Essas fotos voltaram a circular em meio a debates sobre o projeto de lei que determina a emissão do voto impresso pelas urnas eletrônicas no Brasil


02/06/2021 22:03 - atualizado 02/06/2021 22:03


 

Captura de tela feita em 31 de maio de 2021 de uma publicação no Facebook
Captura de tela feita em 31 de maio de 2021 de uma publicação no Facebook
Fotos da chefe da missão de observação eleitoral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Laura Chinchilla, com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e com os ex-chefes de Estado de Cuba e Venezuela circulam nas redes sociais com a tentativa de desacreditar o trabalho da organização com as urnas eletrônicas durante eleições de 2018 no Brasil. No entanto, as postagens compartilhadas mais de 60 mil vezes desde 2018, e que voltaram a circular em maio deste ano, omitem que as fotos de Chinchilla com os antigos mandatários foram feitas em 2010 e 2011 quando ela era presidente da Costa Rica. 

 

“Essa é a moça que veio fiscalizar as urnas eletrônicas no Brasil. Espalhem”, diz o texto da imagem compartilhada no Facebook (1, 2) e no Instagram (1, 2). 


Essas fotos voltaram a circular em meio a debates sobre o projeto de lei que determina a emissão do voto impresso pelas urnas eletrônicas no Brasil. 

A mulher da foto

Na foto da mulher que fiscaliza as urnas eletrônicas é possível ver a inscrição “OEA” em seu colete, o que sugere que se trata de uma missão de observadores para as eleições.

 

O AFP Checamos não encontrou a origem da mesma foto, mas em uma matéria do jornal O Globo é possível ver um registro semelhante, em que a mulher aparece com as mesmas roupas e acompanhada pelo mesmo homem, observando o primeiro turno da votação em Brasília, em 7 de outubro de 2018. A foto é descrita pela legenda: “Laura Chinchilla, chefe da missão da OEA no Brasil, acompanha votação em Brasília”

 

A missão de observação eleitoral no Brasil foi anunciada pela OEA em 21 de setembro de 2017, dias após a organização ter recebido o convite do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No dia seguinte à votação do segundo turno, que aconteceu em 28 de outubro de 2018, a OEA parabenizou o povo brasileiro por votar pacificamente e destacou o trabalho profissional do TSE.

 

Chinchilla chefia missões eleitorais na OEA desde 2015, quando observou a votação no México. Depois disso, ela também esteve à frente de missões nos Estados Unidos, em 2016, e no Paraguai, em 2018.

 

Ela foi presidente da Costa Rica entre os anos de 2010 e 2014. Foi neste período que ela foi fotografada com o ex-presidente Lula e com Raúl Castro e Hugo Chávez, na época em que eram os chefes de Estado de Cuba e Venezuela. 

A foto com Lula 

Uma busca pelos nomes “Lula” e “Laura Chinchilla” no Google Imagens levou a uma foto diferente daquela compartilhada nas publicações, mas em que os dois aparecem usando as mesmas roupas, publicada em uma notícia sobre a viagem do ex-presidente Lula (2003 - 2011) à Costa Rica em agosto de 2011. 

 

Segundo a notícia, Lula foi ao país à convite da construtora brasileira OAS, que pretendia disputar uma licitação para construir uma estrada na região norte do país.

 

Uma nova pesquisa, acrescentando a data e o local, levou à foto original, feita pelo fotógrafo Ricardo Stuckert. A legenda da foto publicada na Folha de S.Paulo confirma que o encontro aconteceu em agosto de 2011 quando Chinchilla era presidente.

A foto com Raúl Castro e Hugo Chávez

Uma pesquisa feita no Google Imagens com o nome de Chinchilla, Chávez e Castro levou a uma foto idêntica à das publicações no site Cubadebate, publicada em 23 de fevereiro de 2010. 

 

Com uma busca reversa da imagem foi possível encontrar a mesma publicada no site da RFI, creditada ao fotógrafo Juan Carlos Solórzano, para a agência Reuters.

 

A legenda da foto confirma que ela foi feita durante a Cúpula da Unidade da América Latina e do Caribe, realizada em Cancún, no México, na qual foi criada a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).

 

O AFP Checamos já verificou outras publicações sobre o sistema de votos adotado no Brasil (1, 2, 3).

 

Um conteúdo semelhante foi verificado pelo Estadão Verifica


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade