UAI
Publicidade

Estado de Minas MOSCOU

Cinco mortos e 200 edifícios em chamas em incêndios na Sibéria

Fogo se espalha por mais de 16 regiões habitadas. Ventos fortes aceleram a propagação das chamas e dificultam sua extinção


07/05/2022 07:44 - atualizado 07/05/2022 08:19

Bombeiro tenta combater incêndio no assentamento de Bely Yar, na região de Krasnoyarsk, no sul da Sibéria
Bombeiro tenta combater incêndio no assentamento de Bely Yar, na região de Krasnoyarsk, no sul da Sibéria (foto: AFP PHOTO)


Pelo menos cinco pessoas morreram e cerca de 200 prédios estão em chamas devido a incêndios na região russa de Krasnoyarsk, na Sibéria, informaram as autoridades locais neste sábado (7).

"O fogo se espalha por mais de 16 regiões habitadas e cerca de 200 edifícios, incluindo várias serrarias e uma creche, que estão pegando fogo. Já há vários mortos", disse o Ministério de Situações de Emergência desta região, no aplicativo Telegram.

Até agora, cinco mortes foram confirmadas.

As autoridades qualificaram a situação como "difícil" e estabeleceram estado de emergência na região, especificando que cerca de 300 pessoas e mais de 90 veículos estão envolvidos na extinção dos incêndios.

"A tarefa é complicada pelas condições climáticas, pois ventos fortes aceleram a propagação das chamas e impedem sua extinção", acrescentou o ministério local.

Nos últimos anos, vários incêndios sem precedentes devastaram a Sibéria.

Em 2021, os incêndios, especialmente no leste desta região russa, liberaram 16 milhões de toneladas de carbono (o quarto maior volume desde o início das medições em 2003), segundo o relatório anual do clima europeu.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade