UAI
Publicidade

Estado de Minas MOEDA RUSSA

Desvalorização do rublo provoca corrida às agências para sacar dinheiro

Medo dos bancos 'quebrarem' leva população russa a resgatar seu dinheiro. Banco Central Europeu já alertou sobre baixa liquidez de filial de banco russo


28/02/2022 15:52 - atualizado 28/02/2022 16:31

Cidadãos esperam em frente à entrada de uma filial do Sbertbank russo, no centro de Zagreb
Cidadãos esperam em frente à entrada de uma filial do Sbertbank russo, no centro de Zagreb (foto: DENIS LOVROVIC / AFP)
A grande desvalorização do rublo – gerada sobretudo por sanções econômicas impostas à Rússia após a invasão da Ucrânia – provocou uma corrida dos cidadãos russos para sacar o dinheiro depositado nas instituições bancárias daquele país.

Leia também: 5º dia de invasão russa à Ucrânia: comitiva de negociação e ameaça nuclear

Após o fim de semana, quando o “alvo” foram os caixas eletrônicos, nesta segunda-feira (28/2) a população russa voltou a formar filas em frente às agências bancárias para resgatar seu dinheiro.

O medo é que as instituições bancárias russas, como o Sberbank e o VTB Bank, as duas maiores daquele país, não consigam honrar suas dívidas e acabem “quebrando”.

Esse receio já ultrapassou as fronteiras da Rússia, e os clientes de outros países onde bancos russos têm filiais também já têm resgatado suas economias.

O Banco Central Europeu ligou o alerta para o Sberbank Europe AG, filial europeia do banco russo, revelando que a instituição está passando por uma saída significativa de depósitos, e que "no futuro próximo, é provável que o banco não possa pagar suas dívidas ou outros passivos à medida que vencerem”.

A presidente executiva do Sberbank Europe AG, Sonja Sarközi, disse que está "em contato estreito com as autoridades de regulamentação competentes" para encontrar uma saída para esta "situação sem precedentes, pensando no interesse dos clientes".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade