UAI
Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Tempestade de neve atinge Washington e cancela voos nos EUA

Nevasca e avanço de casos de COVID-19 cancelaram somente nesta segunda 2 mil voos com partida ou chegada nos EUA


03/01/2022 15:00 - atualizado 03/01/2022 16:10

Uma pessoa usando uma máscara protetora caminha para fora durante uma tempestade de neve em 3 de janeiro de 2022 em Washington, DC
Previsões esperam que tempestade deixará entre 12,7 e 25,4 centímetros de neve em Washington (foto: Sarah Silbiger/Getty Images/AFP)

Depois de uma semana de festas repleta de cancelamentos de voos e um pico recorde de casos de COVID-19 nos Estados Unidos, uma forte tempestade de inverno afetou o transporte nesta segunda-feira (3/1) e forçou o fechamento de escolas e serviços federais em Washington e na costa central do Atlântico.

Muitos americanos correram para casa após o período de Natal e Ano Novo, uma semana em que milhares de voos foram cancelados devido ao mau tempo e casos de COVID-19 registrados em tripulações de companhias aéreas.

No primeiro dia útil do ano, esta segunda-feira, ao meio da manhã, 3,5 mil voos já haviam sido cancelados, sendo 2 mil com partida ou chegada nos Estados Unidos, segundo o site de rastreamento de voos FlightAware. Junto com os 2,7 mil voos desmarcados no domingo e 2.750 no sábado, os últimos cancelamentos agravaram a situação para os viajantes.

"Ei, @SouthwestAir, você pode parar de cancelar todos os voos saindo de DCA (Aeroporto Nacional de Washington)? Preciso ir para casa", escreveu o passageiro Kyle Hughes no Twitter.

Uma mulher corre com seu cachorro por um parque coberto de neve em Washington, DC em 3 de janeiro de 2022. Uma tempestade de inverno atingiu a capital e outras partes do meio-Atlântico, com previsões oficiais de 12,7 a 25,4 centímetros. de neve em Washington
Vários serviços e locais como escolas foram fechados em Washington devido à tempestade de neve (foto: Eva Hambach/AFP)


As novas interrupções se multiplicaram quando uma tempestade atingiu a capital e outras áreas da costa atlântica. De acordo com as previsões oficiais, a tempestade deixará entre 12,7 e 25,4 centímetros de neve em Washington.

"A neve forte e ventos fortes podem trazer condições de viagem perigosas e quedas de energia esparsas", advertiu o Serviço Meteorológico Nacional.



As autoridades pediram aos funcionários federais na capital e arredores que ficassem em casa. Como o teletrabalho se tornou comum durante a pandemia de coronavírus de dois anos, não está claro qual parte do governo será afetada. Escolas da região também fecharam devido à neve.

Os aeroportos de Chicago e Atlanta, assim como de Denver, Detroit, Houston e Newark, foram duramente atingidos no fim de semana. Nesta segunda-feira, os aeroportos de Nova York, Washington e Baltimore foram os que mais suspenderam voos.

O tráfego aéreo em todo o mundo sofreu durante as festas com a variante ômicron, já que muitos pilotos e comissários de bordo testaram positivo para COVID-19 ou tiveram que ficar em quarentena após contatos com contaminados.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade