UAI
Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

FMI espera concluir sua revisão da economia de El Salvador 'nos próximos meses'


16/09/2021 16:06

O Fundo Monetário Internacional (FMI) espera concluir "nos próximos meses" sua revisão anual da economia de El Salvador, que servirá de base para um potencial programa futuro com o país centro-americano, disse o porta-voz do órgão multilateral, Gerry Rice, nesta quinta-feira (16).

"Continuamos as discussões sobre o Artigo IV", como são conhecidas as consultas periódicas do FMI sobre a economia dos países-membros, disse Rice sobre as negociações com o governo de Nayib Bukele.

"Esperamos que sejam concluídas em breve, nos próximos meses, e também estamos discutindo o potencial de um programa do FMI para El Salvador", acrescentou em coletiva de imprensa.

Rice disse que as negociações atuais "servirão como medidas de política subjacentes" para continuar as discussões sobre um eventual acordo com o FMI.

"Os objetivos do nosso programa seriam fomentar o crescimento inclusivo, garantir a estabilidade financeira e a sustentabilidade fiscal", afirmou.

E acrescentou que "as discussões sobre a governança econômica, especialmente a transparência fiscal e as medidas anticorrupção, continuarão sendo cruciais no Artigo IV e nas discussões subsequentes".

O governo de El Salvador disse no final de julho que havia "altas probabilidades de alcançar um acordo com o FMI antes de setembro". Então, indicou que buscava um programa de Serviço Ampliado do FMI (SAF) por cerca de 1,3 bilhão de dólares.

Rice não comentou sobre a instauração do bitcoin como moeda de circulação legal em El Salvador desde 7 de setembro, mas referiu-se às suas declarações anteriores sobre o assunto.

Em junho, o FMI alertou que a adoção desta criptomoeda poderia gerar riscos e desafios regulatórios. Rice disse então que o Fundo acompanha "de perto" os avanços nesta questão e que continuaria suas consultas com as autoridades.

O FMI já concedeu a El Salvador em 2020 assistência de emergência por cerca de 389 milhões de dólares para enfrentar a crise gerada pela covid-19.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade