Publicidade

Estado de Minas SURPRESA

Homem que 'morreu' em acidente de avião reaparece na Índia

Familiares acreditavam que indiano seria uma das vítimas, mas ele não estava no voo. Durante 45 anos, homem se afastou dos parentes


26/07/2021 21:45 - atualizado 26/07/2021 21:45

Em 1982, o indiano se mudou para Mumbai e vive lá desde então(foto: Reprodução)
Em 1982, o indiano se mudou para Mumbai e vive lá desde então (foto: Reprodução)
Durante 45 anos, familiares do indiano Sajid Thungal acreditaram que ele tinha sido uma das vítimas em um acidente de avião em outubro de 1976, que matou todos os 95 passageiros. No entanto, para surpresa de muitos, Sajid não estava no voo.
 
Na aeronave, estava um grupo de artistas com quem ele trabalhou por 10 dias. Amigos e parentes imaginaram que o indiano estava no voo. O acidente ocorreu em Madras (atual Chennai, na Índia), quando um dos motores do avião pegou fogo.

Sajid não entrou em contato com a família para dizer que era um sobrevivente, porque tinha vergonha de “não ter vencido na vida”. 

Agora com 70 anos, o homem deixou sua cidade natal, Kottayam, ainda em 1974 para trabalhar no Golfo Pérsico. “Eu deveria fazer minha fortuna no Golfo, mas não o fiz. Então fiquei pensando que faria algo de mim mesmo em Bombaim e depois contataria todo mundo. Mas isso também não aconteceu. Dessa forma, 45 anos se passaram”, afirmou. Em 1982, o indiano se mudou para Mumbai e vive lá desde então.

Há dois anos, ele foi levado para um abrigo para receber cuidados. O pastor K. M. Philip, que dirige o local, investigou sobre o paradeiro de sua família em Kottayan e encontrou vários irmãos de Sajid. Todos ficaram abismados ao saber que ele estava vivo. 

A mãe de Sajid ainda é viva e tem 91 anos. O pai já havia morrido há muitos anos.

Após conversar com alguns parentes por vídeo-chamada, Sajid recebeu a notícia que seu irmão Mohammed Kunju o levará de volta para casa.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade