Publicidade

Estado de Minas MÉXICO

Vice-presidente Harris informa que visitará fronteira EUA-México


08/06/2021 23:10

A vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, informou nesta terça-feira (8) que visitará a fronteira entre o México e seu país, insistindo que deve ser dada atenção às causas que levam milhares de migrantes sem documentos a tentar a travessia.

"Precisamos priorizar o que está acontecendo na fronteira e priorizar por que as pessoas estão indo para a fronteira", declarou Harris em uma entrevista coletiva no encerramento de uma visita oficial ao México.

Harris não especificou data ou local para a visita à vasta fronteira com o México, que tem mais de 3.000 km de extensão.

A vice-presidente americana indicou que seria "míope" tentar resolver o problema da migração sugerindo que se abordem apenas as consequências na fronteira com o México e não as causas do fenômeno.

Harris fez uma rápida visita ao México, na qual se reuniu com o presidente Andrés Manuel López Obrador e abordou principalmente o tema da migração ilegal, uma das prioridades da agenda bilateral.

Ambos assinaram um memorando de entendimento no qual concordam em promover programas de desenvolvimento agrícola e trabalho com jovens na Guatemala, Honduras e El Salvador, países de onde se origina a maior parte da migração que atravessa o território mexicano para chegar aos Estados Unidos.

Harris classificou a viagem, durante a qual ela também visitou a Guatemala na segunda-feira, "um sucesso" em termos de progresso. Ela alertou, porém, que a raiz do problema "não será resolvida em uma viagem de dois dias".

A vice-presidente havia dito anteriormente que busca dar aos centro-americanos um sentimento de "esperança" e que trabalhará para que não sejam obrigados a deixar seus países, devastados pela violência e pela pobreza.

O governo do presidente dos EUA, Joe Biden, que assumiu o cargo em janeiro passado, relaxou as duras políticas de imigração de seu antecessor Donald Trump, levando a uma escalada no fluxo de migrantes sem documentos.

Em abril, cerca de 178.000 prisões de migrantes sem documentos foram registradas na fronteira com o México, principalmente centro-americanos, o número mais alto em 20 anos, de acordo com autoridades americanas.

A oposição republicana acusa Biden de desencadear uma nova "crise" na fronteira.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade