Publicidade

Estado de Minas GENEBRA

Variante descoberta na Índia é 'preocupante', diz OMS


10/05/2021 18:54 - atualizado 10/05/2021 18:55

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou, nesta segunda-feira (10), que classificou a variante do vírus da covid-19 descoberta na Índia, a B.1.617, como "preocupante" sobretudo por ser mais contagiosa.

"Há informes de que a B.1.617 é mais contagiosa", mas também elementos que permitem pensar que ela atenuaria as respostas dos anticorpos que permitem combater o vírus e, "portanto, nós a classificamos como uma variante preocupante em nível mundial", afirmou a doutora Maria Van Kerkhove, responsável técnica da luta contra a covid-19 na OMS.

A cientista explicou que mais detalhes serão publicados na terça-feira no relatório epidemiológico semanal da agência da ONU.

Ela ressaltou, porém, que faltam muitas pesquisas sobre essa variante, principalmente pelo viés de um sequenciamento aumentado, "para saber a quantidade desse vírus que circula" e o grau de "severidade" com que atenua a resposta dos anticorpos.

"Não temos nada que sugira que nossos diagnósticos, medicamentos e vacinas não estejam funcionando. E isso é importante", frisou, insistindo ainda que é preciso continuar a aplicar medidas sanitárias como o distanciamento social, uso de máscara, redução de contatos, etc.

Uma porta-voz da OMS explicou mais tarde que a resposta atenuada à qual fez menção a doutora Van Kerkhove se referiam a observações em laboratório e não no terreno e que, consequentemente, é muito cedo para saber qual seria o impacto sobre a eficácia das vacinas na população.

Uma vacina com eficácia atenuada não significa necessariamente que não cumpra uma função protetora contra as formas mais graves da covid-19 e previna mortes.

"Vamos continuar vendo variantes preocupantes e tudo o que for possível deve ser feito para limitar a transmissão, limitar as infecções, prevenir o contágio e reduzir a gravidade da doença", insistiu.

Essa nova variante é uma das razões, mas de longe não é a única, que explica a explosão da pandemia na Índia, que é atualmente o pior foco da doença.

De acordo com estatísticas oficiais, cerca de 4.000 pessoas morrem atualmente a cada dia de covid-19 na Índia, onde o saldo total da epidemia é próximo a 250.000 mortes.

Muitos especialistas estimam que esses números são inferiores à realidade e citam dados de crematórios.

As vítimas não contabilizadas são especialmente numerosas agora que o atual surto epidêmico se espalhou para fora das grandes cidades, em áreas rurais onde os hospitais são escassos e seus registros são mal atualizados.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade