Publicidade

Estado de Minas

Singapurense admite ter trabalhado para inteligência chinesa nos EUA


24/07/2020 14:07

Um nacional de Singapura se declarou culpado nesta sexta-feira em um tribunal de Washington por usar sua empresa de consultoria nos Estados Unidos para coletar informações que entregava aos serviços de inteligência chineses, informou o Departamento de Justiça.

Jun Wei Yeo, também conhecido como Dickson Yeo, se declarou culpado da acusação de operar ilegalmente como agente estrangeiro.

Segundo as autoridades, o réu usou "portais de emprego e uma consultoria falsa para atrair americanos que podem ser de interesse do governo chinês", disse o vice-procurador-geral John Demers em comunicado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade