Publicidade

Estado de Minas EM PORTUGAL

Caso Madeleine McCann: alemão aparece como suspeito do rapto

Homem, que não teve nome revelado, teria 30 anos na época e fez ligação telefônica próximo ao resort em que estava a família


postado em 03/06/2020 18:09 / atualizado em 03/06/2020 18:31

Às vésperas de seu aniversário de 4 anos,Madeleine McCann desapareceu em um resort no Algarve (foto: Dilvulgação)
Às vésperas de seu aniversário de 4 anos,Madeleine McCann desapareceu em um resort no Algarve (foto: Dilvulgação)
A polícia identificou um detento alemão como principal suspeito do rapto da menina Madeleine McCann, em Portugal, há 13 anos. A conclusão foi possível após um apelo internacional por informações, no aniversário de 10 anos do caso, em 2017, que gerou uma nova onda de informações e permitiu o cruzamento de bancos de dados de presidiários na Europa. O homem branco, de 43 anos e identidade não revelada, cumpre pena por outro crime.

 


De acordo com o jornal britânico The Guardian, pesam sobre o suspeito provas de que ele estava nas proximidades do Resort Algarve, na Praia da Luz, na noite de 3 de maio de 2007.

A localização foi possível graças a uma ligação telefônica finalizada cerca de uma hora antes do horário registrado de desaparecimento da garota.

A polícia divulgou os números de telefone envolvidos na questão, bem como informações de uma van de acampamento e um veículo Jaguar, que teriam sido usados pelo homem.

De acordo com as autoridades, as chamadas foram realizadas entre os telefones +351 91273-0680 e 351 91651-0683, mas não há certeza de que a segunda pessoa envolvida na ligação esteja relacionada ao crime.

Investigadores alemães descobriram que o suspeito morou no Algarve entre 1995 e 2007 e que, além de trabalhar na região, havia cometido vários crimes, como roubos a hotéis e apartamentos.

Uma equipe de quatro detetives continua envolvida na investigação, que já custou 11 milhões de euros - o equivalente a quase R$ 63 milhões, e já ouviu mais de 600 pessoas.

A condução ainda é considerada na área de desaparecidos, não de homicídios.

Em 2008, a polícia portuguesa chegou a dar o caso por encerrado, reabrindo-o cinco anos depois, porém, ainda sem sucesso.

 

Relembre o caso


Madeleine McCann protagoniza um dos grandes mistérios policiais de Portugal, em um crime até hoje não solucionado. Às vésperas de seu aniversário de 4 anos, a garota dormia com os irmãos mais novos no quarto do hotel, enquanto os pais, Kate e Gerry McCann, jantavam num restaurante da região, quando teria sido raptada.

Ela teria completado 17 anos em 12 de maio.

 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade