Publicidade

Estado de Minas GEORGE FLOYD

Manifestantes levam protesto contra morte de George Floyd à Casa Branca

Morte de Floyd causou uma onda de indignação depois da divulgação de um vídeo que mostra um policial branco ajoelhado no pescoço dele


postado em 29/05/2020 22:43 / atualizado em 29/05/2020 23:09

Manifestantes protestam em frente à Casa Branca, em Washington, após a morte de George Floyd(foto: NICHOLAS KAMM / AFP)
Manifestantes protestam em frente à Casa Branca, em Washington, após a morte de George Floyd (foto: NICHOLAS KAMM / AFP)
Dezenas de manifestantes realizam na noite desta sexta-feira, 29, protestos em frente à Casa Branca, em Washington. As manifestações são contra a violência policial e a morte de George Floyd, um homem negro asfixiado por um policial branco durante uma abordagem em Minneapolis, na segunda-feira.

Imediatamente, o Serviço Secreto dos EUA ordenou que a Casa Branca fosse fechada por cerca de uma hora, até que a manifestação se dispersasse em direção ao Congresso. Nesta sexta-feira, a onda de protestos atingiu pelo menos dez cidades americanas.

O presidente Donald Trump estava na sede do Executivo americano durante o protesto, que começou em um parque em frente ao edifício, onde algumas de dezenas de agentes do serviço secreto enfileiraram barricadas.

Os manifestantes levavam cartazes com dizeres como "Parem de nos matar" e pediam justiça para George Floyd, morto na segunda-feira quando um policial branco pressionou por vários minutos seu pescoço com o joelho.

Confrontos do lado de fora da Casa Branca foram desviados e os manifestantes seguiram caminhando pelas ruas de Washington até o Capitólio, sede do Congresso.

A morte de Floyd causou uma onda de indignação depois da divulgação de um vídeo que mostra um policial branco ajoelhado no pescoço dele.

Nas imagens, divulgadas na quarta-feira, 27, a vítima reclama e diz repetidamente: "Não consigo respirar", enquanto um policial continua ajoelhado sobre seu pescoço.

O policial Derek Chauvin foi acusado formalmente nesta sexta-feira, 29, por assassinato em terceiro grau e morte imprudente.

Protestos também foram registrados em Nova York, Houston, Atlanta, Detroit, Las Vegas, San José e Memphis.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade