Publicidade

Estado de Minas

Aumentam casos de intoxicação nos EUA por produtos de limpeza durante pandemia

Os centros de controle de intoxicações receberam 45.550 chamadas no primeiro trimestre deste ano


postado em 20/04/2020 17:13 / atualizado em 20/04/2020 17:27

Água sanitária e álcool em gel são os produtos com maior ocorrência de intoxicação (foto: Pxhere)
Água sanitária e álcool em gel são os produtos com maior ocorrência de intoxicação (foto: Pxhere)

O número de consultas por intoxicação por produtos de limpeza e desinfetantes, em particular água sanitária e álcool em gel, aumentou 20% nos Estados Unidos, informou nesta segunda-feira (20) o Centro de Controle de Doenças (CDC).


Os centros de controle de intoxicações receberam 45.550 chamadas no primeiro trimestre do ano contra 37.822 no mesmo período de 2019.


O aumento está sem dúvida relacionado com a pandemia da COVID-19, indicam os autores do informe, que não fazem alusão a mortos.


No detalhe, houve o dobro de consultas por inalação de produtos desinfetantes e cerca de 40% delas em crianças menores de cinco anos.


O informe citou dois exemplos. Um deles foi o de uma mulher que encheu a pia com água quente, vinagre e água sanitária a 10% para lavar frutas e verduras. A mistura do cloro e do vinagre provocou uma reação química e a mulher inalou os vapores, causando-lhe tosse. Após pedir socorro, foi levada ao hospital, onde recebeu oxigênio e tratamento para dilatar os brônquios.


O outro exemplo foi o de uma menina de menos de cinco anos, que ingeriu álcool em gel à base de etanol. Sentiu enjoo, caiu e bateu com a cabeça. Seu nível de álcool no sangue foi de 273 mg/dl (mais de três ou quatro vezes o limite para dirigir sob influência de álcool, segundo a jurisdição) e precisou ficar hospitalizada durante 48 horas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade