Publicidade

Estado de Minas ATAQUE A TIROS

Atirador mata pelo menos 13 pessoas em ataque no Canadá, diz polícia

Autor do ataque em área rural do país foi perseguido pela polícia canadense durante horas


postado em 19/04/2020 19:37 / atualizado em 19/04/2020 23:12

Segundo as forças policiais canadenses, número de mortes causadas pelo ataque pode crescer.(foto: TIM KROCHAK)
Segundo as forças policiais canadenses, número de mortes causadas pelo ataque pode crescer. (foto: TIM KROCHAK)
Um atirador matou pelo menos 13 pessoas em um ataque durante a noite de sábado na zona rural da Nova Escócia, antes de ser encontrado morto nesto domingo, numa das maiores chacinas do Canadá em décadas, informou a polícia federal.

 

Identificado como Gabriel Wortman, 51 anos, o suposto agressor estava fugindo desde a noite de sábado, quando a polícia foi alertada sobre tiros na cidade de Portapique, a cerca de 100 quilômetros de Halifax, capital da província da Nova Escócia.

 

"Posso relatar que até agora são 13 vítimas, além do suspeito, que morreram", disse à emissora canadense CBC a comissária da Polícia Montada Real do Canadá, Brenda Lucki. O boletim anterior indicava 10 mortos.

 

Entre as vítimas fatais está a policial Constable Heidi Stevenson, com 23 anos de profissão, enquanto um segundo oficial ficou ferido.

 

Na Nova Escócia, várias vítimas foram descobertas fora e dentro de uma casa na cidade, provocando uma caçada humana de 12 horas em várias comunidades.

 

O número de atentados a tiros no Canadá é muito menor do que no vizinho Estados Unidos, e o porte de armas é mais controlado.

 

Esta agressão é a pior no país desde 1989, quando um homem armado matou 14 estudantes da Ecole Polytechnique de Montreal.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade