Publicidade

Estado de Minas

Inverno rigoroso mata mais de 80 pessoas no Paquistão e Afeganistão

Mais de 300 casas foram destruídas ou danificadas por nevadas e chuvas fortes. Há pelo menos 21 feridos e dez desaparecidos


postado em 14/01/2020 07:51 / atualizado em 14/01/2020 08:05

(foto: Banaras KHAN / AFP)
(foto: Banaras KHAN / AFP)

Pelo menos 80 pessoas morreram nos últimos dias no Paquistão e no vizinho Afeganistão, devido a avalanches, inundações e um rigoroso inverno - informaram autoridades nesta terça-feira (14), tentando chegar às pessoas isoladas pela neve.

Pelo menos 42 pessoas faleceram, e 21 ficaram feridas no Paquistão. Muitas outras estão desaparecidas. No Afeganistão, foram 39 mortos. Os números foram divulgados pelos governos locais.

A Caxemira paquistanesa foi a região mais afetada, com 23 mortos e dez desaparecidos, segundo as autoridades locais. No vale Neelum, as fortes nevadas provocaram uma avalanche que matou 14 pessoas.

As autoridades locais fecharam escolas, e várias estradas ficaram bloqueadas nas zonas montanhosas do norte, relataram as autoridades.

Ao longo da fronteira entre Afeganistão e Paquistão, mais de 300 casas foram destruídas, ou danificadas parcialmente, devido à "onda de frio, às fortes nevadas e chuvas que começaram há duas semanas", segundo o porta-voz da Autoridade Nacional Afegão de Gestão de Catástrofes (Andma), Ahmad Tamiim Azimi.

Os duros invernos costumam causar vítimas no Afeganistão, especialmente nas remotas zonas montanhosas do país.


Publicidade