Publicidade

Estado de Minas

Vítimas civis de bombardeios no Afeganistão aumentam 39%


postado em 10/10/2018 14:30

A porcentagem de civis afegãos mortos em ataques aéreos contra insurgentes aumentou 39% nos primeiros nove meses do ano, revela um relatório da ONU publicado nesta quarta-feira.

No período entre 1º de janeiro e 30 de setembro, a missão das Nações Unidas no Afeganistão (MANUA) contabilizou 2.798 civis mortos e 5.252 feridos - 8.050 pessoas atingidas no total - um "nível alarmante" equivalente ao registrado em 2017 (8.084).

O relatório aponta que o número de civis mortos ou feridos especificamente em operações aéreas contra grupos insurgentes, talibãs ou jihadistas, atingiu um recorde (313 mortes, 336 feridos), um aumento de 39% em relação ao mesmo período de 2017.

A aviação americana é responsável por 51% dos civis afetados e a aviação afegã por 38%. Os 11% restantes não puderam ser atribuídos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade