Publicidade

Estado de Minas

Kremlin não comenta se Putin condecorou suspeito de envenenamento


postado em 10/10/2018 12:24

O Kremlin se negou novamente nesta quarta-feira a comentar as notícias de que um segundo suspeito do envenenamento do ex-espião russo Sergei Skripal foi condecorado como herói pelo presidente Vladimir Putin.

O porta-voz de Putin, Dmitry Peskov, disse aos repórteres que o Kremlin não investigará um relatório do site de pesquisas britânico Bellingcat que identifica o suspeito como médico do serviço de inteligência militar russo (GRU) chamado Alexandre Mishkin, e que ele teria sido condecorado. "pessoalmente por Vladimir Putin".

Por insistência de um repórter da BBC sobre se o Kremlin iria verificar as informações, Peskov reiterou: "Não, não faremos isso, não temos um pedido oficial dos britânicos sobre isso".

O homem em questão foi condecorado por Putin por um ato heroico, possivelmente por causa de suas atividades na Crimeia ou no resto da Ucrânia, afirmaram o fundador da Bellingcat, Eliot Higgins, e o pesquisador Christo Grozev em uma entrevista coletiva na terça-feira no Parlamento Britânico.

Higgins e Grozev citaram uma foto em que aparecem o presidente russo e o suspeito apertando as mãos, uma foto mostrada pela avó do condecorado aos habitantes de Loygam, no norte da Rússia.

Bellingcat revelara em 26 de setembro a identidade do outro suspeito do envenenamento de Skripal, que a polícia britânica apresentou como Ruslan Boshirov.

"O suspeito é de fato o coronel Anatoli Shepiga, um oficial do GRU premiado com importantes distinções", disse Bellingcat.

As autoridades britânicas alegaram que o ataque com a substância neurotóxica Novichok contra Sergei Skripal e sua filha Yulia em março, em Salisbury, no sudoeste do Reino Unido, foi realizado por dois agentes do GRU, os serviços de inteligência militar russos.

O caso causou uma grave crise diplomática entre o Kremlin e os países ocidentais,

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade